Bondinho do Pão de Açúcar concorre a ‘Oscar do Turismo’

Prestes a completar seu 105º aniversário, o bondinho do Pão de Açúcar foi escolhido como um dos concorrentes ao prêmio de principal atração turística mundial no World Travel Awards 2017, considerado o Oscar do turismo. Outros consagrados pontos turísticos do turismo internacionais disputam o prêmio, como a Muralha da China, Machu Picchu e o Monte Kilimanjaro.

Idealizada pelo engenheiro carioca Augusto Ramos como ligação entre a Praia Vermelha e o Pão de Açúcar, a construção das estações e a instalação do teleférico foi iniciada em 1909 por meio do montanhismo, pois naquela época todo o material era levado pelos operários até o topo dos morros: 395 metros acima do mar no Pão de Açúcar e 220 no Morro da Urca. Ramos viu seu sonho se realizar há exatos 105 anos, em 27 de outubro de 1912, quando foi inaugurado o primeiro trecho do teleférico. No ano seguinte foi inaugurado o trecho entre o Morro da Urca e o Pão de Açúcar. Desde então, 46 milhões de visitantes estiveram no bondinho.

O bondinho do Pão de Açúcar, além de atração turística concorrida, já foi cenário de filme hollywoodiano e palco para viradas de ano e bailes de carnaval, e tem muitas histórias para contar. Desde a década de 40, o Morro da Urca era um ponto de encontro e de muita música.
O público, que subia de bondinho, viu surgir ali grandes nomes da MPB e do rock nacional, como Paralamas do Sucesso, Titãs e Legião Urbana. Nos anos 90, teve início uma nova edição do Noites Cariocas, que revelou o Skank – a banda volta ao palco do Morro da Urca para a festa de 105 anos do bondinho.