A importância da hidratação para o corpo humano

Mais da metade do corpo humano é composto por água e ela é de fundamental importância para o bom funcionamento do organismo. A água ajuda a regular a temperatura do corpo, na filtração dos rins, na eliminação de toxinas da alimentação, além de hidratar a pele, o cabelo e o intestino. Mas como saber a quantidade de água correta que devemos consumir?

De acordo com Maria Cristina Pinto Pereira, médica do trabalho na Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), a quantia ideal a ser ingerida depende de muitos fatores, entre eles, peso e idade da pessoa, atividade física que realiza, clima, alimentação e função renal. “Uma pessoa que come mais frutas e verduras necessita tomar menos água. Em contrapartida, quem come tudo com muito sal precisa ingerir mais líquidos. Pessoas com problemas cardíacos ou renais podem ter indicação de menor ingestão de líquidos. O recomendado é o consumo médio de 35 ml de água por quilo no dia ”, explicou.

A sede é o primeiro sinal de que o corpo precisa de mais água. Na sequência, outros alertas vão aparecendo, a pessoa passa a sentir moleza, a pele vai ficando mais seca e flácida e a urina mais escura e menos frequente. “O agravamento da falta de água no corpo leva a pessoa a sentir mal-estar, tonturas, aceleração do coração, e, em casos extremos, ter uma parada cardíaca e morrer”, ressaltou a médica.

Por esses motivos, a hidratação é muito importante, principalmente, com água. Líquidos como refrigerantes, principalmente os tipo cola, chás mate e preto, entre outros, não são recomendados. Além disso, existem alimentos que podem piorar a condição de hidratação como embutidos, molho de soja e, de modo geral, alimentos industrializados, que são ricos em sódio (sal).

Mas atenção: mesmo sendo fundamental para o corpo, o excesso de água no organismo pode levar a problemas como a baixa de sódio (sal), náuseas, vômitos, dores de cabeça ou, até mesmo, confusão mental.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Corsan