Rio em verso e prosa: Carioca

(Composição: Chico Buarque)

Gostosa, quentinha
Tapioca
O pregão abre o dia
Hoje tem baile funk
Tem samba no Flamengo
O reverendo
No palanque lendo
O apocalipse

O homem da Gávea criou asas
Vadia gaivota
Sobrevoa a tardinha
E a neblina da granja
O povaréu sonâmbulo ambulando
Que nem muamba
Nas ondas do mar

Cidade Maravilhosa
És minha
O poente na espinha das tuas montanhas
Quase arromba a retina de quem vê
De noite
Meninas
Peitinhos de pitomba
Vendendo por Copacabana
As suas bugigangas
Suas bugigangas