Aviação e turismo juntos para alavancar a economia brasileira

Crédito: Roberto Castro/ MTur

A aviação civil mundial deve dobrar até 2030 – passando dos atuais 100 mil voos diários para 200 mil – e o turismo tem papel fundamental neste crescimento. Esta afirmação foi feita pela Secretária-Geral da Organização de Aviação Civil Internacional (OACI), Fang Liu, ao ministro do Turismo, Marx Beltrão, nesta terça-feira (28) durante reunião, em Brasília.

A audiência contou ainda com a participação do chefe da Assessoria Internacional, Rafael Luisi, e do assessor especial Mauricio Rasi, ambos do MTur, além do diretor Regional da OACI para América do Sul, coronel Franklin Hoyer, e de Andrezza Brandão Barbosa, terceira-secretária do Ministério das Relações Exteriores. Durante o encontro, Fang disse que dos 3,6 bilhões de passageiros que utilizam o transporte aéreo em todo o planeta, 44% (1,6 bilhão) são de turistas internacionais.

O aumento da conectividade aérea, com ampliação do número de rotas e voos, foi apontado pelo ministro Marx Beltrão como um dos eixos prioritários de sua gestão à frente da Pasta do Turismo. “Estudos comprovam que 60 milhões de brasileiros já consomem turismo no Brasil, mas ainda temos outros 40 milhões que podem entrar nesse mercado. Acredito que se conseguirmos fortalecer a aviação regional, poderemos levar mais turistas para conhecer nosso país”, disse Beltrão.

Para a secretária-geral da OACI, turismo e aviação devem caminhar juntos para o desenvolvimento social e econômico do país. Jang citou várias medidas que podem ser adotadas pelo governo brasileiro para trazer mais turistas ao Brasil, e citou como exemplos positivos medidas como facilitação de vistos e aumento da competitividade entre as empresas aéreas para tornar os preços das passagens mais atrativos.

“Estou muito impressionada com o grande apoio do ministro ao fortalecimento do setor de aviação e do turismo. Também estou confiante no compromisso do ministro em apoiar o desenvolvimento do setor aéreo, além dos esforços para facilitar o crescimento do turismo no Brasil, de maneira a estimular o progresso nacional e social no país”, disse a secretária-geral da OACI.

Fonte: Ministério do Turismo