Cabo Frio espera receber 700 mil turistas para o Carnaval

Praia do Forte é um dos principais pontos turísticos da cidade (Foto: Divulgação/ Ugo Araújo)

Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, espera receber cerca de 700 mil turistas para o Carnaval, entre esta sexta-feira até a quarta-feira (1º) de Cinzas. Segundo a Prefeitura, a previsão é de lotação máxima no Terminal Municipal de Ônibus, na Avenida Wilson Mendes, em frente ao Dormitório das Garças. Haverá alterações no trânsito e fiscalização de sonorização e de possíveis danos ambientais.

Além do terminal, que tem capacidade para 134 ônibus, as ruas próximas à Estrada da Perynas, atrás do mercado Assaí, na Praia do Siqueira, também serão usadas como estacionamento para esses veículos de turismo, com capacidade de 60 ônibus. Não é permitido estacionar fora desses locais. A orientação é que o embarque e desembarque seja feito entre 21h e 9h para evitar congestionamento.

Segundo a Prefeitura, a taxa de estacionamento na cidade permanece inalterada: microônibus e vans com hospedagem em casas de aluguel ou pousadas pagam R$ 100, ônibus com hospedagem em casas de aluguel pagam R$ 200. A chamada excursão social, com veículos que chegam e retornam no mesmo dia, tem valores diferentes para microônibus e vans (R$ 600) e ônibus (R$ 1.000).

Carnaval em Cabo Frio

Trânsito alterado
O trânsito terá bloqueios e intervenções para o Carnaval 2017 a partir desta sexta-feira (24) até o dia 5 de março (domingo).

Locais como Gamboa, Ogiva, Peró, Parque Burle, Jardim Excelsior, Centro e Avenida Litorânea e demais ruas adjacentes à Praia do Forte terão bloqueios, intervenções e ações dos agentes. Outros pontos estratégicos poderão ter ações emergenciais com intervenções para oferecer melhor fluidez no trânsito, de acordo com o município.

Fiscalização

Segundo a Prefeitura, as Coordenadorias de Meio Ambiente e Assuntos Fundiários da Secretaria Municipal de Desenvolvimento da Cidade e a Guarda Marítima Ambiental estarão de plantão durante o período de Carnaval coibindo e fiscalizando ações que sejam consideradas nocivas ao meio ambiente em Cabo Frio.

As ações vão se concentrar na Ilha do Japonês, Praias do Peró, das Conchas, do Forte e no cais do bairro da Passagem. No acesso à Ilha do Japonês e à Praia das Conchas, haverá fiscalização acerca do estacionamento, sendo respeitado o limite de 300 veículos na Ilha do Japonês e 500 veículos para a Praia do Peró.  Em caso de lotação dos estacionamentos, será disponibilizado um espaço alternativo, que não coloca em risco a cobertura vegetal nativa, além de um ônibus tipo “jardineira”, que fará o deslocamento desse local até a Praia do Peró.

A melhor opção para quem quiser frequentar a Ilha do Japonês e a Praia do Peró é utilizar as embarcações que fazem o transporte a esses locais a partir do cais do bairro da Passagem. Haverá agentes fiscalizando essas embarcações e apenas as devidamente credenciadas e com o equipamento completo de salvatagem estarão liberadas pela Guarda Marítima Ambiental para fazer o transporte de banhistas, de acordo com o município.

Som

Haverá fiscalização quanto à utilização de equipamentos sonoros em bares, restaurantes, automóveis e pontos turísticos, com a presença de fiscais equipados com medidores de decibéis. De acordo com a Coordenadoria de Meio Ambiente, no primeiro momento a ação será de orientação, mas havendo desobediência ou reincidência, os agentes poderão apreender, lacrar ou, até mesmo, suspender o alvará de funcionamento, em caso de estabelecimentos comerciais.

Fonte: G1