Gran Meliá Nacional Rio, ícone da hotelaria, reabre no dia 15

Um ícone da hotelaria do Rio de Janeiro e do Brasil, com uma arquitetura única, do mestre Oscar Niemeyer, está de volta. No próximo dia 15 de dezembro o antigo hotel Nacional em São Conrado, agora, rebatizado como Gran Meliá Nacional Rio de Janeiro, reabre suas portas em grande estilo. Após dois anos de reformas, os 413 apartamentos, incluindo 65 suítes já começam a receber os primeiros hóspedes.  Apesar da ampla reforma, foram preservados os traços originais do arquiteto, os jardins de Burle Marx e as obras de artes — todas restauradas.

A escultura “Sereia”, de Alfredo Ceschiatti, virou símbolo do hotel

De acordo com o diretor de Vendas e Marketing, Cristian Bernardi, a cidade não ganha apenas mais um equipamento hoteleiro, mas tem de volta um empreendimento que se destacou durante décadas. “O grupo Meliá está oferecendo aos cariocas e turistas um patrimônio completamente restaurado e que promete reviver seus tempos áureos e ser uma opção para lazer e o turismo corporativo”, destacou o executivo que está há frente do hotel há três meses, mas conta com experiência de 17 anos no setor, passando por cidades como Londres e Paris, tendo atuado no grupo Tivoli.

À frente do estabelecimento estará o executivo, Plínio Souza. “No início vamos investir no segmento de lazer, mas a partir de setembro, com a abertura do nosso centro de convenções de 5 mil metros quadrados, vamos focar também no corporativo”. destacou. O hotel tem como destaque maior a suíte presidencial no 30º andar com 235 metros quadrados. São dez categorias de apartamentos, sendo dez suítes master com 99 metros quadrados cada, estacionamento para 180 veículos, jardim com paisagismo de Burle Marx, Spa com a marca francesa Clarins, fitness center com 250 metros quadrados, três bares e, por enquanto, o restaurante, “A Sereia” com capacidade para 200 lugares e que vai servir café da manhã e almoço (com buffet) e jantar à la carte.

A divulgação do novo empreendimento foi feita em São Paulo nos dias 29 e 30, em Belo Horizonte no dia 8 de dezembro  e no Rio de Janeiro será a partir de 15 de dezembro. “Temos uma grande expectativa com a reabertura do antigo hotel Nacional e o Rio vive um momento único pós Olimpíada, que deve atrair um fluxo maior de visitantes a partir deste verão. Para 2017 também realizaremos eventos como festas e casamentos”, destaca Cristian Bernardi.

O hotel terá tarifas promocionais no regime soft oppening: No Réveillon, diárias a partir de R$1.298,00 + taxas em classic room sem café da manhã. Em janeiro: diárias a partir de R$ 699,00 + taxas em classic room sem café da manhã. Informações no site Gran Meliá Rio de Janeiro.

Informações: Mercado & Eventos