Zona Portuária ganha dois projetos de urbanismo

Ilustração do parklet vivo que será inaugurado na Rua Senador Pompeu (Foto: Infográfico)

Depois de revitalizar a horta comunitária da Rua General Glicério, em Laranjeiras, que ganhou mobiliário, composteira, poço artesiano e placas para captação de energia solar, o programa Natura Cidades entrega, nesta sexta (9), outros dois projetos de intervenção urbana ao Rio, ambos na Zona Portuária.

O primeiro, batizado de Vaga Viva Ciclo Orgânico, será um parklet autossustentável em frente ao espaço de co-work Goma, que fica na Rua Senador Pompeu, 82. Além de bicicletário e mobiliário feito de embalagens recicladas, o espaço vai manter um circuito vivo composto de sistema de captação de água da chuva – interligado a um canal de irrigação para abastecer plantas e uma horta vertical –, placa solar para alimentação de lâmpadas LED, estação de coleta de pilhas, baterias e celulares, além de uma composteira para a produção de adubo orgânico. O parklet será inaugurado com festa, a partir das 19h.

A horta da Glicério: revitalização via matchfunding (Foto: Reprodução da internet)

O outro, chamado de Ativa Pedaço, é um projeto que visa transformar espaços ociosos ou degradados da cidade em agradáveis áreas de lazer. O piloto, na Praça dos Estivadores, próxima ao Boulevard Olímpico, inclui a instalação de uma cobertura modular para garantir sombra e totens de sinalização. O projeto prevê ainda um guia prático com informações sobre leis e metodologias para que este tipo de ação seja replicada em outras áreas.

Os três projetos foram viabilizados pela Natura a partir do matchfunding, uma nova modalidade de patrocínio em que uma empresa complementa o financiamento coletivo iniciado por pessoas físicas.

Informações: Veja Rio