Turismo Rio 2016: 16 experiências ‘Medalha de Ouro’ no Rio de Janeiro (Parte 3)

11. Arte no parque

Foto: Riotur

“Um dos lugares mais bonitos e charmosos do Rio é o Parque Lage. Tem um jardim lindo e uma escola de artes visuais, com vários cursos de pintura e desenho. A construção é cheia de história e belezas antigas. Eu tive a oportunidade de fotografar lá dentro, olhando para o Cristo.”

. Fernando Fernandes, tetracampeão mundial na canoagem Paralímpica

 
12. Praia, peixe na brasa e chorinho

Foto: Pedro Kirilos/Riotur

“É bom dar um mergulho na Praia de Grumari ou na Prainha e, depois, almoçar em Guaratiba. Gosto de comer o peixe na brasa, que é simples, fresco e muito saboroso. Lá também tem caipirinhas boas. É bom para quem gosta de surfar, dá para levar as crianças e voltar só no fim do dia. No fim de semana é mais cheio, com trânsito intenso. É melhor ir às quartas ou quintas-feiras. E, à noite, uma boa é ir ouvir um chorinho na Lapa.”

. Cynthia Howlett, autora do livro Alma do Rio/ The Soul of Rio

13. Sarau poético na periferia

Foto: Divulgação


“O Poesia de Esquina é um sarau que existe há quatro anos na Cidade de Deus, na última terça-feira de cada mês. Os poetas mais inspirados e militantes da cultura se reúnem no Bar do Tom Zé, a partir das 19h. Os temas não se limitam às questões raciais ou à violência. A poesia da periferia do Rio hoje inclui uma discussão pop da literatura, com personagens de todas as esferas da cidade. É um dos saraus mais consolidados da cidade.” 

. Julio Ludemir, um dos criadores da Festa Literária das Periferias

14. Café da manhã e caminhada sonora

Foto: Riotur/Pedro Kirilos

“O Jardim Botânico é um ótimo programa para domingo de manhã, depois de tomar café em uma padaria de pães artesanais dos mais variados sabores. Gosto de caminhar pelo Jardim Botânico com namoradas ou amigos, principalmente estrangeiros, que amam. Sempre passo pelo Orquidário e o Espaço Tom Jobim. A trilha sonora perfeita para essa caminhada é a obra completa do Tom, especialmente o disco ‘Saudades do Brasil’”. 

. Nelson Motta, escritor e produtor musical, que assinou o roteiro do show de 1 ano para os Jogos Olímpicos

15. Acarajé baiano em domingão carioca

Foto: Alexandre Macieira/Riotur

“Depois de tomar sol na Praia da Barra, atravesso a rua e degusto um acarajé original da Bahia sem sair do Rio de Janeiro. Todo domingo, três ou quatro baianas, vestidas tipicamente, montam uma barraca ali na altura do Posto 1. Elas fazem o acarajé na hora e também servem bolinho de estudante, doce de abóbora e cocada.” 

. Paulinho Villas Bôas, ex-jogador da seleção brasileira de basquetebol e gerente do esporte no Rio 2016

16. Cinema ‘artsy’ e galeria ‘kitsch’

Foto: Cine Joia

“O Cine Joia– que fica em uma galeria na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, entre as ruas Figueiredo de Magalhães e Santa Clara – tem uma programação de filmes alternativos e de arte. O público de cinéfilos é uma atração à parte: é divertido ver como interagem com a tela. Ao lado do cinema, tem outra galeria famosa, com lojas temáticas que fogem do padrão convencional. Lá tem um restaurante árabe com uma esfiha sensacional.”

. Ricardo Prado, medalha de prata na natação nos Jogos Los Angeles 1984 e gerente de esportes do Rio 2016

Confira:

Parte 1

Parte 2

Fonte: Rio 2016