Rio em verso e prosa: Óculos

(Composição: Herbert Vianna)

Se as meninas do Leblon não olham mais pra mim (Eu uso óculos)
E volta e meia eu entro com meu carro pela contramão (Eu tô sem óculos)
Se eu tô alegre, eu ponho os óculos e vejo tudo bem
Mas se eu tô triste e tiro os óculos, eu não vejo ninguém

Por que você não olha pra mim?
Me diz o que é que eu tenho de mau
Por que você não olha pra mim?
Por trás dessa lente tem um cara legal

Eu decidi dizer que eu nunca fui o tal
Era mais fácil se eu tentasse fazer charme de intelectual
Se eu te disser periga você não acreditar em mim
Eu não nasci de óculos, eu não era assim

Por que você não olha pra mim?
Me diz o que e que eu tenho de mau
Por que você não olha pra mim?
Por trás dessa lente tem um cara legal

Por que você não olha pra mim?
Por que você diz sempre que não?
Por que você não olha pra mim?
Por trás dessa lente também bate um coração