Paraíba do Sul: entre rendas, bordados e história

Município situado no Centro-Sul Fluminense, na divisa com o Estado de Minas Gerais e a 130 km da cidade do Rio de Janeiro, Paraíba do Sul é dividida em quatro distritos: Sede, Vila Salutaris, Inconfidência (mais conhecido como Vila de Sebollas) e Werneck. O Rio Paraíba do Sul, o mais importante do Estado, corta o município e estabelece os limites entre o centro da cidade e o distrito de Salutaris. A região abriga diversos hotéis-fazenda.

O povoado de Paraíba do Sul teve início em 1681, quando o desbravador Garcia Rodrigues Paes descobriu um remanso no rio que dá nome à cidade. Era o tempo da corrida do ouro e os desbravadores procuravam um caminho rápido entre as Minas Gerais e o porto da cidade do Rio de Janeiro.

Museu Sacro-Histórico de Tiradentes

A história do alferes Joaquim José da Silva Xavier (1746-1792) também passa pela cidade. No episódio conhecido como Inconfidência Mineira, Tiradentes teve os restos mortais expostos em frente à Fazenda das Sebollas, onde pregava seus ideais de liberdade. Na região, chamada de Vila Inconfidência, fica o Museu Sacro-Histórico Tiradentes.

O Palacete Barão Ribeiro de Sá, de influência renascentista, foi residência de um dos maiores beneméritos de Paraíba do Sul, o Barão Ribeiro de Sá. Atualmente é a sede da Prefeitura.

O Palácio Tiradentes, em estilo neoclássico, foi construído em 1856 e serviu de residência para o barão Simão Dias dos Reis. Hoje abriga a Câmara Municipal.


O Parque de Águas Minerais Salutaris possui fontes de águas ferruginosa, magnesiana e alcalina, descobertas em 1887. Com campo de futebol, quadra poliesportiva e pistas de skate, kart e corrida, é uma excelente área de lazer.

A Praça Marquês de São João Marcos é o marco do primeiro núcleo de povoamento do município. O lugar é bem cuidado, com canteiros, árvores frutíferas, bosques, esculturas,  fontes e 60 palmeiras imperiais, plantadas em 1868.

Em estilo neoclássico, a Igreja Matriz foi erguida em 1860, em louvor a Nossa Senhora da Conceição da Santa Virgem e dos apóstolos São Pedro e São Paulo.

Igreja Nossa Senhora de Sant’Anna – nesta capela foi enterrado parte dos despojos de Tiradentes, que em 1792 ficaram expostos diante da Fazenda de Sebollas, local onde o Inconfidente pregava a Independência do Brasil.

Inaugurada em 1857, a Ponte da Parahyba, que atravessa o Rio Paraíba do Sul, contou com um então moderno sistema de amortecimento idealizado pelo engenheiro inglês Thomas Butler Dodgson. As peças metálicas utilizadas foram produzidas pela Fundição da Ponta da Areia, cujo proprietário era Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá.

O Trem da Estrada Real faz um percurso turístico-cultural de 14 km, partindo da Estação Ferroviária, no Centro Municipal de Cultura. Após parada na Estação de Werneck, segue pela área rural do município em direção a última parada –  Estação de Cavaru -, e retorna ao centro da cidade. Este passeio possibilita conhecer uma parte da Estrada Real, onde, no século XVll, passavam as riquezas minerais de Minas Gerais para a capital do Império, Rio de Janeiro.

Fábrica de Rendas

Fábrica de Rendas Finas Paraíba, localizada no centro da cidade, foi fundada em 15 de Março de 1951. A qualidade de seus produtos, muito utilizados no artesanato local, é reconhecida no Brasil e no Exterior.

Os trabalhos de bordado destacam-se no artesanato local e estão presentes em roupas de cama e mesa, almofadas, bolsas e toalhas. Frequentemente, os artesãos são convidados a exibir seus trabalhos em feiras e eventos.

paraiba_do_sul_bordadeiras_ika84991