“Aos Olhos de Caymmi” expõe canções em forma de ilustração no Instituto Antônio Carlos Jobim

CAYMMI_1

Canções clássicas da carreira de Dorival Caymmi, como “Marina”, “Milagre”, “O Que é Que a Baiana Tem?”, foram representadas em imagens que trazem elementos tipicamente baianos, como a puxada de rede, a areia branca do Abaeté e as festas populares. Além das ilustrações de Caymmi, a mostra, em cartaz no Instituto Antonio Carlos Jobim, conta ainda com fotos do arquivo da família, áudios e vídeos.

“É tudo muito simples, natural. Eu parto de cenas reais, na maioria das vezes, corriqueiras até. No entanto, são necessários uns olhos especiais para se ver a música, que é abstrata. Assim, eu primeiro vejo a música. Depois, a absorvo e logo após a transformo em canção.”

(Dorival Caymmi sobre o processo de criação das ilustrações e músicas)

Com visitação gratuita, “Aos Olhos de Caymmi – Exposição de Canções Ilustradas” ficará aberta à visitação até 30 de agosto.

Ilustração "Vatapá", de Dorival Caymmi
Ilustração “Vatapá”, de Dorival Caymmi

Informações:

“Aos Olhos de Caymmi – Exposição de Canções Ilustradas”

Local: Instituto Antonio Carlos Jobim (R. Jardim Botânico, 1008 – Jardim Botânico)

Visitação: até  30 de agosto, de terça a domingo, das 11h às 17h