“Mutações”: arte contemporânea argentina em destaque no MAM

A exposição “Mutações”, em cartaz até 10 de Maio, estabelece um percurso pela obra do artista argentino Matías Duville (Buenos Aires, 1974) a partir de algumas ideais-imagens que a estruturam quase que por inteiro: mutação, abrigo, intempérie e imaginário.

Uma seleção de mais de cem desenhos, pinturas e objetos realizados pelo artista entre 2002 e 2015 permite oferecer uma perspectiva complexa e abrangente dessas questões.

isfraz_Matías-Duville

Na obra de Duville, as imagens de paisagens, objetos na paisagem (ou no vazio), estruturas arquitetônicas e de engenharia, formas se deslocando, situações de observação, poderiam ser interpretadas como a espacialização de um ponto de vista peculiar sobre os territórios de instabilidade que impactam nos afetos e emoções do nosso presente.

Mutações MAM

Na maioria das obras, os elementos que surgem das matrizes muitas vezes se mostram num instante de especial ambiguidade, a ponto de não sabermos em que direção eles se movem, ou que sentido podem vir a cobrar. Na obra de Duville, a ambiguidade é acima de tudo física, material, energética. Graças a seu movimento, cria-se uma morfologia de superfícies, protuberâncias e outras formações, quase todas elas de consistência líquida. São todos processos de mutação.

Junto a Adrián Villar Rojas, Eduardo Navarro, Eduardo Basualdo, Diego Bianchi, Pablo Acinelli, Tomás Espina e Leandro Tartaglia, dentre outros, Duville integra uma geração de artistas argentinos que ganhou visibilidade internacional a partir da primeira década de 2000, e a maioria dos quais expõe regularmente no Brasil.

Informações:

Museu de Arte Moderna
Endereço: Av Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo – Rio de Janeiro RJ

Horário de funcionamento: Terça a Sexta: 12h – 18h (a bilheteria fecha às 17h30)  //  Sábados, Domingos e feriados: 12h – 19h (a bilheteria fecha às 18h30)

Tarifas:
Exposições R$14
Maiores de 60 anos e estudantes R$7
Gratuidades: crianças até 12 anos
Quarta, após 15h, entrada gratuita mediante senha, distribuída no mesmo dia (a partir de 15h). Estão disponíveis 2000 senhas para cada quarta.